menu

May 23, 2017

Resenha Entre o Amor e o Silêncio, de Babi A. Sette + Convite

Edição: 2
Editora: Novo Século
Ano: 2015
Páginas: 504



    Oi leitores! A resenha de hoje é também uma chamada para o 3° Encontro de Leitores do Sertão Central. Eu ganhei esse livro em um sorteio, na edição deste evento, ano passado (2016). Para falar a verdade quem leu esse livro primeiro foi minha mãe, ela achou ele lindo e começou a ler logo no dia seguinte ao que ganhei. Como estamos organizando e edição do encontro desse ano resolvi deixar aqui minhas impressões!


Sinopse

Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem… se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?


     Entre o amor e o silêncio é um livro que já nos deixa curioso pelo título, fiquei super curiosa sobre do que se tratava o enredo e quando comecei a ler me senti muito familiarizada com a linguagem que a autora usou, os termos bem explícitos do jeito que conversamos com amigos sobre relacionamentos e tal. Isso causou uma certa estranheza na minha mãe, gente, lembro que ela virava pra mim e dizia: Gisele do céu, que putaria é essa, isso me fez querer ler mais o livro haha. Sinto que a linguagem criou uma identificação​, conforto, mas também risos.

      Mas falando sério, não sou de ler romances, mas esse me pegou, é muito interessante a relação entre eles e ficamos sabendo de muitas coisas sobre a vida da protagonista antes de conhecer Mitchell, e sobre a vida dele também, gente fiquei encantada, deve ser muito difícil gostar de alguém que está em coma, e pelo outro lado gostar de alguém que nunca viu só ouviu, mas ao mesmo tempo nos faz refletir sobre nossas relações. São dois personagens muito diferentes, e Mitchell é um homem da classe alta, viciado em trabalho, não pode se envolver em escândalos, mas ao mesmo tempo este esteriótipo é quebrado quando ele defende Francesca e fica com ela. Adorei os trechos românticos de quando eles se conhecem de verdade... OK não vou falar mais spoilers!

      É um livro que toca em assuntos delicados, como confiança, traições, caráter, prioridades, dentre outros, eu adorei mesmo, foi profundo pra mim.

      Fica aqui minhas impressões pra vocês, adorei pois não é comum eu curtir livros assim e eu quero convidar a todos para a terceira edição do encontro, que acontece aqui no interior do Ceará, Quixadá, será dia 22 de julho no Campus da UECE, FECLESC, que também é a faculdade que eu estudo ❤ , muitos autores estarão presentes, palestras e mesas, ah claro muitos sorteios​!

      Também quero agradecer pelo 1k de seguidores no Instagram, isso me deixa muito feliz, e lembrem que estou sempre postando lá. Até mais!

Leia Mais ››

May 13, 2017

Resenha- O Leque de Lady Windermere

Título Original: Lady Windermere's Fan

Autor: Oscar Wilde

Ano: 2013

Editora: Dover Publications

Idioma: Inglês

Páginas: 120


 Damas e Cavalheiros, a resenha de hoje vai te levar pra outra época, o período vitoriano. Para quem nunca ouviu falar disso, esse é o período que corresponde ao tempo que a Rainha Vitória dominava a Inglaterra, e vários dos meus livros favoritos foram publicados ou escritos nesse período e são repletos de críticas sociais e ironias, do jeito que eu gosto. Haha.


      Essa é a segunda obra do Wilde que leio, se você quiser ver qual foi a primeira é só clicar aqui. E tipo, eu amei, muito. Tenho que ressaltar que o Leque de Lady Windermere é uma peça, então possui uma estrutura diferente, dividida em atos e cenas ao invés de capítulos.

    Tem um enredo fascinante, nos faz ter vários tipos de sentimentos, como, ciúme, raiva, vergonha, ansiedade, paixão. Imagine pensar que seu marido está te traindo quando na verdade não tem nada a ver e é um negócio bem mais complexo, ai gente, fiquei louca.

     Queria assim dar vários spoilers, mas não posso. Nessa obra podemos ver que há temas que até hoje são muito discutidos, como a maldade no sexo masculino, como mulheres deveriam se comportar, as aparências diante a sociedade, maternidade, dentre outros. Percebo que estou ficando velha quando me interesso tanto por temas mais "adultos".

      É isso pessoal, espero que tenham gostado, até o próximo post, ou então me acompanhem pelo instagram, to sempre postando por lá.

Leia Mais ››

May 1, 2017

Resenha The Heart of Betrayal, de Mary E. Pearson



Autora: Mary E. Pearson 
Ano: 2016
Páginas: 402
Idioma: português 
Editora: Darkside Books
      Oi gente, ainda bem que aqui uso os dedos e não a boca, pois realmente depois desse livro estou sem fôlego. Você pode encontrar a resenha do primeiro volume de As Crônicas de amor e ódio AQUI. Eu tive algumas decepções quanto ao primeiro livro, mas nada que me fizesse desistir do segundo. E olha ainda bem que não desisti. O último capítulo me deixou cheia de curiosidade sobre Venda.
Sinopse:Lia e Rafe estão presos no reino barbárico de Venda e têm poucas chances de escapar. Desesperado para salvar a vida da princesa, Kaden revelou ao Vendan Komizar que Lia tem um dom poderoso, fazendo crescer o interesse do Komizar por ela. Enquanto isso, as linhas de amor e ódio vão se definindo. Todos mentiram. Rafe, Kaden e Lia esconderam segredos, mas a bondade ainda habita o coração até dos personagens mais sombrios. E os Vendans, que Lia sempre pensou serem selvagens, desconstroem os preconceitos da princesa, que agora cria uma aliança inesperada com eles. Lutando com sua alta educação, seu dom e sua percepção sobre si mesma, Lia precisa fazer escolhas poderosas que vão afetar profundamente sua família... e seu próprio destino.

      Meu povo o segundo livro me fez pensar muitas vezes: eu estou nas crônicas de amor e ódio ou nas crônicas de gelo e fogo? Por qual razão a autora nos faz amar um personagem para depois tirar a vida dele? Eu adorei conhecer o Komizar, devo revelar aqui minha queda por vilões. Mas o personagem que mais me chamou atenção foi a Calantha, eu a achei uma mulher muito forte(fodaaa), e as atitudes dela no fim do livro levam o leitor a loucura.




      Mary sabe a fórmula para deixar seus leitores sedendos pelo desenrolar dos acontecimentos. O livro continua com múltiplos narradores, muitos pontos de vista e o mais importante, Lia amadureceu muito nesse segundo livro, uma mulher que realmente  luta por sua liberdade. Pelo poder dela  de escolher o que quer para sua vida, seu dom também é melhor trabalhado. Os romances que rolam neste livro são bem mais divertidos e mostram uma Lia jogadora, cara, melhor livro, melhores surpresas!
 Obrigado Mary e Darkside por ter nos trazido uma personagem capaz de fazer mais garotas poderosas!
Quero saber sua opinião sobre o livro também! 
Ah e estou sempre alerta no instagram do blog:
literafeto. Vai lá bater um papo comigo ><
Leia Mais ››