menu

Feb 23, 2015

Resenha- Chamada Perdida

Autor: Michael Connelly
Tradução: Alves Calado
Título original: Chasing The Dime
Editora: Record
Ano: 2005
Páginas: 333
       Oi gente, a resenha de hoje é de um livro que tive paixão de imediato, nunca tinha ouvido falar dele, mas já sabia algumas coisas sobre o autor, Michael Connelly.

Sinopse: "Onde esta Lilly? O número é este. Está no site." Abandonado pela namorada, Henry Pierce se instala em um novo apartamento e se depara com várias mensagens misteriosas em sua secretária eletrônica. Fundador da Amadeo Technologies, o jovem cientista está à frente de uma corrida tecnológica que renderá milhões de dólares a quem desenvolver supercomputadores do tamanho de uma moeda. Entretanto, ele não consegue tirar as mensagens para Lilly de sua cabeça. "Ah, sim, alô, meu nome é Frank. Estou no Península. Quarto 612. Ligue quando puder". Algo está errado. O telefone não pára de tocar na residência de Henry, que deixa de lado sua vida profissional para localizar uma mulher que nunca viu na vida. Com isso, entra em contato com um universo pornográfico: de garotas de programa a sites eróticos. Ao que parece, Lilly é objeto de desejo de muitos homens. Ao tentar ajudá-la, contudo, Pierce entra em um mundo em que a alta tecnologia e supercomputadores não significam nada. Um verdadeiro estranho lutando contra forças que mal compreende.
      A estória  já inicia com um ar de mistério, pois Henry recebe vários telefonemas de homens procurando por Lilly e não temos nenhum conhecimento prévio sobre ela, assim comecei a pensar em várias coisas que possivelmente poderiam ter ocasionado este sumiço.
       O livro tem uma narrativa muito envolvente, os termos de informática utilizados, que gosto muito dessa área, detalhes que não cansam, detalhes que nos ajudam a desvendar o mistério. O bom é que tanto Henry como nós, leitores, desconhecemos Lilly, então tudo que é descoberto é descoberto por ambos, o que me fez se sentir dentro da trama, caindo nas armadilhas que aparecem durante a evolução.
      A evolução da narrativa nos faz ter várias atitudes e emoções, o contrário do que pensei, não é um livro cheio de trechos sexuais, que servem para chamar atenção ou "engordar" a narrativa, de uma maneira nada melosa vemos o romance e a "solidariedade" ganhar vida dentro de nós,fiquei muito sensível torcendo para que os casais que criei ficassem juntos no fim.
      Nós entramos no universo pornográfico da internet, mas também entramos no universo científico, a química e a computação juntas, e no decorrer da trama vemos os dois se unindo num final surpreendente que eu nunca imaginaria. Realmente os detalhes fazem toda diferença, dão uma luz no fim do túnel.
      Esse livro me tirou o fôlego, me arrancou sorrisos bobos, me deu raiva e quase me deixou sem saída. Mas é um livro muito gostoso de ler, é aquele tipo de livro que quanto mais chegamos ao fim mais queremos páginas para ler. Posso dizer que tenho mais um gênero preferido, é muito bom descobrir as coisas e se apaixonar junto com elas!
    Queria falar mais sobre Chamada Perdida, pois ainda estou alucinada pelo livro, quero ler mais obras do autor inclusive Cidade dos Ossos, que foi um título dele que obteve bastante sucesso.

Leia Mais ››

Feb 2, 2015

# Após a aula - Enfim os Clássicos

Oi gente, deu para perceber que estou meio sumida ultimamente, coisa que não é nada boa para o blog, mas explicando um pouco, é o seguinte: Minha faculdade estava em greve, mas no mesmo período que resolvo criar o blog as aulas voltam e aulas voltando significa muita coisa para estudar!! Mas como eu faço um curso que amo, Letras - Inglês, os assuntos das aulas são bastante interessantes para mim ^^ Já que os professores estão sempre falando de livros e todo esse mundo que eu gosto. Baseado em minhas aulas resolvi que vou começar a falar sobre alguns assuntos que não saem da minha cabeça mesmo depois que eu saio da faculdade!! 

Enfim os Clássicos 
Como assim? 
A discussão hoje é sobre os tipos de livros que fazem a cabeça do jovens, ou seja podem ser chamados de livros populares e os grandes clássicos que quando algum professor nos pede para ler ficamos um pouco desanimados. 
O que vemos hoje em dia é um grande consumo de livros novos e que depois de refletir um pouco percebi que os mesmo seguem uma linha de enredo parecida, personagens que fazem a cabeça das garotas, um certo melodrama similar, até mesmo os elementos gráficos. 
Eu adoro ler livros novos, alguns hoje em dia já recebem o termo "livro clichê", mas  terem uma certa semelhança não os fazem livros ruins, são livros ótimos e o que prova isso é o fato de estarem fazendo tanto sucesso, principalmente com os jovens. E ter jovens leitores é algo realmente bom para nossa sociedade.   
 Mas o que me deixou curiosa foi que, não aconteceu só comigo, mas percebi que ao longo do tempo mudamos nossa mentalidade, não necessariamente nosso gosto e acabamos nos interessando pelos clássicos. Então percebi que os livros populares, tem uma linguagem  de fácil entendimento, essa questão do vocabulário e determinadas ações dos personagens, que o torna mais interessante para quem não tem o costume de ler ou quer um livro que o faça imaginar toda uma aventura em sua vida. 
Já os clássicos são livros que nem sempre apresentam uma leitura fácil para alguém que não carrega uma certa carga cultural ou literária. O enredo dos clássicos geralmente nos faz refletir a todo o tempo sobre questões que parecem óbvias mas que são um pouco esquecidas por nós, o que muitas vezes é o que os tornaram "livros escandalosos" para a época de suas publicações. 
Costumamos saber que os clássicos são aqueles livros antigos e chatos, mas eu não penso assim, livros antigos nos fazem conhecer uma outra época, outros valores, conhecer novas perspectivas de vida, não são nada chatos, são livros diferentes, que nos fazem ver o mundo de forma diferente e que não são esquecidos com o tempo.
Gente, sou apaixonada por literatura fantástica( fantástica com amor), mas agora estou me apaixonando por clássicos também. E fico muito feliz que o preconceito pelos livros populares que existia muito mais antigamente esteja diminuindo hoje em dia. Claro que ainda há uma  certa disputa entre o cânone e a massa, mas todos são livros e todos nos abrem portas divinas. E novos autores são sempre bem vindos na nossa estante :3

E vocês, o que costumam ler?



Leia Mais ››